14 de março de 2010

Tripulação de Esqueletos - Stephen King

Olá Turminha do Mal, mais uma vez convido vocês e entrarem no assustador mundo dos livros... Descubram que o MEDO pode ser pior do que vocês imaginam... Falando em MEDO ninguém é melhor nisso do que ele. O mestre do horror STEPHEN KING!!!
Resenha do amigo/escritor Mário Carneiro Jr...


Em seu livro Dança Macabra (disponível pelas editoras Francisco Alves e Editora Objetiva), Stephen King faz um estudo sobre o terror na literatura, tv, cinema, quadrinhos e até no rádio. No meio deste fascinante tratado (que infelizmente não é nada atual, já que o livro é de 1985), King separa o horror em três categorias: a primeira é a do Terror Sutil, aquele onde nunca vemos as entidades sobrenaturais por inteiro, pois o “não-visto” aguça a imaginação do leitor, que tem liberdade para imaginar seus medos mais profundos (os contos clássicos costumam enveredar por este caminho); o segundo nível é o Terror Explícito, quando os monstros são mostrados em descrições detalhadas, e a leitura funciona quase como um filme; por fim, temos o Terror Repulsivo, ou seja, o horror apelativo, escatológico, que tem por objetivo provocar nojo no leitor. Quando bem usadas, essas três espécies literárias geram histórias excelentes, porém a maioria dos escritores costuma se apegar a apenas um tipo de terror. Talvez o façam por achar mais seguro, talvez por preferência mesmo, não importa. O que importa é que Stephen King gosta de abordar as três categorias, fazendo isso com maestria invejável.
Uma da provas disso é seu clássico Tripulação de Esqueletos (também publicado no Brasil pela Francisco Alves e pela Editora Objetiva):


__


Para quem nunca leu uma página do autor e só conhece suas tramas pelas adaptações cinematográficas, é difícil entender o porquê de ele ser tão aclamado. Os motivos são vários, entre eles a capacidade de criar situações legitimamente aterradoras, a tensão que faz a gente apertar os dedos até amassar o papel, a escrita fluída e bem-humorada, etc. Mas o principal motivo, para mim, é o seguinte: King é tão bom porque ele escreve principalmente sobre pessoas, não sobre monstros. Sim, parece estranho, mas é isso mesmo: o autor sabe como construir personagens interessantes, reais, que parecem seres-humanos com os quais podemos nos identificar ou compreender; e então, quando passamos a nos importar com os personagens, quando queremos que tudo dê certo para eles, o autor os coloca em uma situação arriscada, assustadora e angustiante. O princípio é simples: se não nos importamos com os personagens, não existe tensão nem medo; mas se gostamos, a possibilidade de sentirmos medo quando estão diante de uma monstruosidade aumenta muito!

Feita essa introdução, falemos um pouco dos contos do livro.

A primeira história é O Nevoeiro, que originou o filme de mesmo nome. Um grupo de pessoas fica encurralado dentro do mercado por um misterioso nevoeiro, que parece abrigar estranhas formas de vida. Isoladas do mundo, as pessoas lutam pela sobrevivência contra as monstruosidades, porém o maior perigo talvez esteja dentro de cada um deles. Uma trama poderosa que passeia do sutil ao explícito, abordando o que existe de pior no ser humano. O filme foi uma ótima adaptação, com um final que divide as pessoas, que ou amam, ou odeiam (eu amo, he he). O desfecho do conto é diferente e, de certa forma, muito mais apavorante e sutil que a versão filmada.

Aqui há Tygres (Sim, com “y” mesmo! É uma referência aos antigos mapas dos navegantes, que continham esse aviso sobre as florestas habitadas por felinos) mostra o destino de uma professora que não acredita na estranha história de um aluno. É a vingança de todos aqueles que já foram maltratados por um professor mala!

O Macaco aborda um daqueles macaquinhos de brinquedo, do tipo que bate dois pratos para fazer barulho (ou seja, uma porcaria irritante, haaha). Porém esse macaco do conto é especial, pois cada vez que os pratos batem... alguma coisa perto morre! Instigante. Não muito assustador, mas instigante.

A Excursão é uma história de ficção científica, sobre viagens interplanetárias através do teletransporte. Eu sei, falando assim parece chato, mas caras, esse conto tem um dos desfechos mais apavorantes que já li. Simplesmente ducaralho!

A Balsa é outra história que já foi adaptada para o cinema (em um filme da série Creepshow), e é uma das minhas favoritas. Faz o gênero “pessoas presas em um espaço pequeno”, ou no caso, quatro amigos que ficam encurralados em uma balsa fixa no meio de um lago. Na água, uma estranha entidade carnívora ronda os pobres coitados, que precisam decidir como irão escapar com vida. Terror explícito e repulsivo, amiguinhos. Nesse caso específico, acho que o desfecho da adaptação cinematográfica ficou melhor e mais irônico, mas o conto tem seus pontos fortes, como a construção do suspense e o desenvolvimento da personalidade de cada um. Legal às pampas!
A Imagem do Segador foi um dos primeiros contos de King, revelando que o cara já era bom desde cedo. Na trama, um homem deseja olhar para um estranho espelho que, segundo dizem, reflete a morte. Final do gênero “calafrio na espinha ou seu dinheiro de volta”.

Tipo de Sobrevivente é um dos contos do gênero Terror Repulsivo, no exato sentido da palavra. Aqui, um náufrago vai parar em uma ilhota deserta. Mas não é uma ilha estilo “Lost”, cheia de coqueiros e animais selvagens, esperando como patinhos de estande de tiro para serem abatidos. Nãnaninanão, esta ilhota é praticamente um recife de corais, sem qualquer fonte de alimento para nosso amigo. Assim sendo, o que ele faz para sobreviver? Se você pensou “corta pedaços do próprio corpo para comer”, procure um psiquiatra, seu doente! Ah, mas também fique feliz, pois você acertou. Não vou revelar mais detalhes, saiba apenas que essa é uma das histórias mais delirantes que você terá o prazer de ler.

Em Vovó, um garotinho é obrigado a ficar em casa, tendo como companhia somente a querida e obesa vovozinha. A velhota monstruosa fica apenas deitada em sua cama, pois está bastante doente; quando o menino vai (muito a contragosto) dar uma olhada no estado da simpática senhora, descobre que ela está, muito provavelmente, morta. Mas como isso é um conto de horror (do tipo Explícito, eu diria), é óbvio que não acaba por aqui. Amedrontador, tenso e com um final do mais delicioso humor negro.

E estes são apenas alguns dos excelentes contos da obra. Embora sejam fantásticos em sua maioria, há uns poucos que ficam abaixo do padrão do escritor (como A Balada do Projétil Flexível e Paranóide: Canto). Porém, mesmo um conto fraco de Stephen King costuma ser um conto acima da média, então o saldo é muuito positivo.

Concluindo, este á mais um livro que vale à pena. O terror é pra valer, os personagens são apaixonantes e a leitura é tão gostosa que você lê as 320 páginas (versão Objetiva) em pouquíssimo tempo. Mais uma indicação obrigatória para fãs do horror. ;)

Obs. E quem quiser ler as resenhas de outros dois livros de King, é só clicar aqui e aqui.
Abraços, boa leitura!

Bons Pesadelos...

23 comentários:

Gisele disse...

Otima resenha ;)

No momento to sem dinheiro pra comprar livros, mas lerei um dia sim ;)

Felipe Raoni disse...

Gostei desse poster, eu tenho 13 anos, e agora que to começando a ler livros,ate agora so li dois(A Cabana,Harry Potter e a Camara Secreta),ja ouvir falar desse Stephen,vou ver se compro um livro dele,ja que adoro filmes de terror.
Continuem botando posters sobre livros,valeu.(Há e eu ja assiti o filme O Nevoeiro,muito bom mesmo,se eu comprar algum livro dele compro esse.)

Johnnatham disse...

cade o medo c que nunca fica pronto?

george disse...

eu to lendo agora ^^

Mr. Yck disse...

Parabéns pelas resenhas.

Da uma vontade louca de ler.

Com sorte encontro ele amanhã. :D

Kamila . disse...

*_*
Adorei o post.

=*

LuKs disse...

Ja li alguns desses contos do livro. Realmente aprecio muito as obras de Stephen King. Até mesmo as menos populares, como "O Iluminado" e "A Noite do Lobisomem". No livro "Tripulação de Esqueletos" há um conto intimamente relacionado às obras de HP Lovecraft. Esse conto foi inclusive ambientado para cinema e é bastante instigante. Até mais instigante do que amedrontador.

loloed disse...

Hmm, vou baixar esse e ler, só li O Celular e o Iluminado. Ótimo post.

lucas disse...

Eu também jah li alguns, são realmente ótimos livros, mais como não to com muita grana, o jeito é baixar ;P

Dilso disse...

não gosto dos contos de Stephen King..

Andrea Fagundes disse...

Escreveu muito bem essa resenha parabéns! Deveria pensar em ser escritor! Adorei, vou a biblioteca amanhã mesmo pegar esse livro!

Mario Carneiro Jr. disse...

Obrigado a todos pelos comentários! E muitíssimo obrigado, Andrea Fagundes! Então, na verdade eu já sou escritor! Iniciante ainda, mas acho que posso dizer que sou escritor, rsrsrs. Se quiser saber mais sobre meu trabalho, é só entrar em http://luamortal.blogspot.com. Tem alguns contos meus por lá, notícias sobre meus projetos, participações em livros, etc.

Abraços a todos, semana que vem tem mais!

léo disse...

Ótima resenha, to louco pra ler esse livro!

Jorge disse...

Medo vc poderia fazer um top 10 de melhores livros de terror, tenho vontade de ler mas sou muito indeciso!

Rafael disse...

eu sempre fuio fã do King...
tinha alguns livros ótimos dele,entre eles "Tudo é Eventual",um excelente livro de contos ...recomendo...
ainda num tive oportunidade de ler esse dos esqueletos,mais logo logo eu vo comprar,ainda mais depois de ler essa resenha,que dexa a gente com uma vontade doida de ler logo!!
forte abraço,e parabéns pelo Blog!
OBS:ontem eu fiz 18 anos...se alguem aí estiver interessado em me presentear com um desses,ficarei muito feliz (Brincadeira =D)

Anônimo disse...

Rapaz, eu já li MUITA coisa do Stephen King, tenho uns 30 livros dele aqui.
De boa, pra quem quer começar arrepiando dá uma lida em "O Cemitério".. te garanto q vc vai ficar 2 semanas sentindo algo q vc não sabe identificar (aconteceu comigo e com mais 2 pessoas pra quem emprestei o livro). É o único livro dele q faz isso...te deixa mal mesmo (mas vale à pena).
Se vc quiser começar devagar dá uma olhada em alguma coletânea de contos como esse Tripulação de esqueletos, Pesadelos e paisagens noturnas, ou o Depois da Meia noite, que, na minha opinião tem o conto mais forte já escrito por ele (O policial da biblioteca)ou o Tudo é eventual (de onde tiraram o roteiro do filme 1408)ou então o melhor livro de contos dele: Quatro Estações (os 3 primeiros contos viraram os filmes "A espera de um milagre", "Conta comigo" e "O aprendiz" e o último conto "Método respiratório" não virou filme, mas pra mim é o melhor do livro).
Agora se vc quiser um livro legal, mas não tão tenso como O Cemitério eu recomendo Saco de Ossos ou A espera de um milagre.
Bom, e pra encerrar, se vc quiser chegar chutando o balde, procura o livro "Livros de Bachman" que é meio raro pq tem um conto dele q foi encontrado com um menino que matou uns colegas de escola e se suicidou. O Impacto disso no Stephen King foi tão grande que ele proibiu qualquer reimpressão desse conto (A fúria).
Acho que é isso...
Opa opa... já ia esquecendo... o filho dele (Joe Hill) é muito bom tbm, se vc puder pega o conto "Pop Art" do Livro "Fantasmas do Século XX" e dá uma olhada (esse conto foge da temática sobrenatural e é muito bonito).. é pequeno, tenta baixar na net q dá pra ler no monitor tranquilo.

Rafael disse...

amigo anônimo...
o filme "a espera de um milagre"não saiu do Quatro Estações não..foi "um sonho de liberdade",baseada no conto "Rita num sei o quê,e a redenção em Shawshank"...
a espera de um milagre é um outro livro...

Mario Carneiro Jr. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mario Carneiro Jr. disse...

Rafael está correto. De fato, o filme "A Espera de um Milagre" é baseado na série de livros "O Corredor da Morte".

Mas as dicas do Anônimo são muito boas!

Felipe Sartor Michelon disse...

Eu possuo este livro e já o li algum tempo atrás, é realmente muito bom, com algumas histórias assustadoras e outras nem tanto, vale a pena ler de novo

Frank Lucas disse...

Muito show seu site o dono esta de parabéns se quiser pode colocar o link dele no meu site:

 Tatuagens masculinas 
Tatuagens de dragões 
Tatuagens nas pernas  
Tatuagens tribal  
Tatuagens de carpa  
Tatuagens de fênix  
Tatuagens de tigre  
Tatuagens de águia  
.

Melare Rodrigo disse...

Já li "A Excursão", é um ótimo conto e com um final surpreendente, surpreendente mesmo!rsrs
Leiam

Bia Emidio disse...

ótima resenha